Como transformar flocão de milho em farinha

Compartilhe essa receita

Você já parou para pensar em como transformar flocão de milho em farinha? Esse post responde essa questão e traz muitas mais informações

Anúncios

o milho é um cereal dos  mais abundante do nosso país,  tornando em 2019, o país  como um do maiores produtores no mundial e alcançando safras para  105 milhões de toneladas.

Além disso, culinária brasileira aproveita muito desse alimento e traz a pratos tradicionais do nosso paladar, tendo a pamonha, o bolo de fubá, a broa, o cuscuz, o curau, o angu e a polenta.

Em cada receita dessas precisará de uma farinha de milho especifica. Então antes de tudo, vamos entender a variedade que existe:

  • Fubá
  • Fubá mimoso
  • Beiju (flocada)
  • Semolina
  • Farelos
  • Amido
como transformar o flocão de milho em farinha

Descubra tudo sobre como transformar flocão de milho em farinha!

As farinhas de milho são classificadas de acordo com tamanho que seus grãos tem, contado a milímetros.

Dos menores (0,2 mm) aos mais volumosos, que atingem cerca entre 1,2 mm a 2 mm (quirera ou xerém), que por essa dimensão nem seriam mais vistos como farinhas, devido seus grãos não passarem nas peneiras.

Só que o que diferencia também as farinhas não se restringe apenas no diâmetro dos grãos. distinguindo-se com o processamento usado quando trituram o milho.

“O milho pode ser industrializado através dos processos de moagem úmida e seca, esse último é o mais utilizado no Brasil”,

Segundo a Embrapa.

Os tipos e como transformar flocão de milho em farinha

Fubá

Anúncios

A farinha de fubá como também é conhecida, não é feito com milho hidratado, e sim com o cereal seco e que se moeu, usando o grosso (sêmola ou semolina) como os fininhos (o mimoso), até chegar ao intermediário. Mas não confunda pelo termo semolina geralmente remeter o trigo.

Por isso que existe a semolina de milho, bem como o fubá de arroz. Já p fubá feito com milho é ideal no preparo de bolo (mimoso), broas, empanados, polenta (semolina), e tantas outras receitas.

Farinha flocada

Essa farinha ou beiju é o resultado do processo não convencional, em que os grãos passam por uma hidratação e triturados na sequência para irem ao forno ou uma chapa quente.

Por causa do calor é formada uma placa, que se quebrará toda e passará em peneiras produzindo tamanhos variados de flocos. Daí se tem o resultado da farinha de milho amarelada que muitos fazem  uma farofa (ou cuscuz paulista) e o cuscuz típico do nordeste (a vapor), que também é conhecido como angu mineiro.

Quirera

a canjiquinha (ou xerém) são nomes desse outro item, que é moído seco e o seu grão se tritura de forma grosseira para que esfarele e não se peneirando. Bastante utilizado como alimento de passarinhos.

Amido de milho

Sua derivação vem de uma moagem umedecida, o que gera em um pozinho branco e bem fino, servindo para fornecer consistência e engrossa os molhos ou também é usado em empanados.

Fazendo receitas com as farinhas…

O flocão de milho por conta da grande popularidade na região nordeste, é ingrediente o principal no preparo do tradicionalíssimo cuscuz. Combinando somente com a água e o sal, 20 são suficientes para deixa-lo pronto. Após ser cozido, o cuscuz tem uma textura fofinha.

A receita de cuscuz simples

Ingredientes:

  • Farinha de milho flocão – 2 xícaras de  chá
  • Água – 1 xícara de chá
  • Sal – 1 colher de chá

Modo de preparo:

  1. Inicie numa tigela, temperando a farinha de milho amarelada junto do sal. De seguida, hidrate essa farinha de pouco em pouco usando água, até que chegue a um ponto que se pode amassar sem ficar desmanche por si só.
  2. Logo depois, com o pano vá cobrir a vasilha e aguarde ao menos esse cuscuz descansar durante uns minutinhos.
  3. Em seguida, misture a farinha de novo e deixe em uma cuscuzeira ou naqueles escorredores de macarrão que tenha uma panela funda com água abaixo.
  4. Por fim, cozinhe a farinha com o vapor pelo tempo de 15 minutos.

Farinha de milho amarela: textura mais fina

Também conhecida como farinha de polenta, a farinha de milho amarela pode ser uma boa substituta do fubá nas receitas. Ela é, simplesmente, o fubá em grãos mais fininhos.

Esse é o tipo de farinha de milho perfeito para quem quer sentir o sabor do milho, mas precisa que a textura final do prato seja menos crocante, mais leve.

O segredo da substituição está em diminuir um pouco o tempo de cozimento habitual. Veja a seguir uma receita com farinha de milho amarela para o seu café da manhã:

BOLO DE FARINHA DE MILHO AMARELA

Ingredientes:

  • Açúcar refinado – 200g
  • Farinha de Farinha de Trigo – 100g
  • Farinha de Milho – 200g de
  • Leite Integral – 250ml
  • Óleo de soja – 125ml
  • Ovos brancos – 3 unidades
  • Fermento químico em pó – 1 colher de sopa
  • Açúcar e Manteiga sem sal para untar

Modo de preparo:

  1. Comece batendo todos os itens da lista com exceção do fermento em um liquidificador até se transformar numa mistura uniforme.
  2. Logo após de adicionar o fermento vá bater de modo ligeiro. Com a forma (furo central) já untada na manteiga e açúcar, deixe em um forno em torno de 30 minutos!

FAROFA DE FARINHA DE MILHO

Ingredientes

  • Manteiga – 25 g
  • Paio – ½ unidade (100 g)
  • Cebola pequena em fatias finas – 1 unidade (120 g)
  • Ovo – 1 unidade
  • Azeitona em lascas – 2 colheres de sopa (verde ou preta)
  • Farinha de milho flocada e crocante – 2 xícaras de chá (quanto mais biju, melhor)
  • Salsinha picada – 2 colheres de sopa
  • Sal a gosto

Modo de preparo:

  1. Antes de tudo desprende e jogue fora a capa fina do paio, mesmo sendo comestível muito não a utilizam, depois faça os cortes de rodelas e divida em 4 ou tipos em tirinhas.
  2. Em seguida, esquente uma frigideira larga com manteiga junto do paio e, incorpore aos poucos, deixando o paio ficar murcho.
  3. Assim que aparentar dourar, agregue a cebola. Aí entre com a cebola para que doure também, misturando o ovo, até que comece a firmar, daí vá mexendo e de deixe um pouco a mais e continue dessa forma até que fique como ovo mexido bem molinho (nem cru, nem seco).
  4. Então, coloque azeitona, farinha de milho e salsinha sem deixar de mexer, deixando ao fogo de 2 a 3 minutinhos a mais para farinha misturar por completo, ficando úmido ao ponto de  virar uma farofa.

Para que finalize juste o sal, isso porque o paio e a azeitona já tem uma pegada salgada. Em seguida, Sirva junto de um arroz soltinho, feijão e uma salada fresca com folhas, tem algo melhor que isso?

Entre para nossa lista VIP
receba atualizações e dicas diárias
Veja mais!
cobertura de chocolate sem leite condensado
Doces e sobremesas

Cobertura de chocolate sem leite condensado

Que tal aprender uma cobertura de chocolate sem leite condensado para seu bolo ficar ainda mais gostoso? Por isso que saber como fazer essa cobertura

Quer aprender a cozinhar como um profissional?
vamos enviar notificações por email
cozinheiro