Culinária da Nigéria: uma explosão de cores e sabores!

A culinária da Nigéria é conhecida por ser rica em nutrientes, cores e sabores. Que tal conhecer um pouco mais dessa gastronomia agora?


A Nigéria é o país mais populoso da África e possui uma grande diversidade étnica, cultural e religiosa. 

A culinária nigeriana reflete essa diversidade, apresentando pratos típicos de diferentes regiões, grupos e tradições. 

Ela é baseada no uso de cereais, tubérculos, leguminosas, verduras, frutas, carnes, peixes e frutos do mar, além de óleos vegetais, como o de palma e o de amendoim. 

Além disso, essa gastronomia também é marcada pelo uso de temperos picantes, como a pimenta malagueta, o gengibre, o alho e a cebola, e de ervas aromáticas, como o tomilho, o louro, o coentro e a salsa.

Continue a leitura e descubra como ela surgiu, principais pratos e ainda encontre duas receitas surpresas no final. Acompanhe!

Como surgiu a culinária da Nigéria?

A história da culinária nigeriana é uma história de diversidade, influência e criatividade, de fato.

A Nigéria é um país que abriga mais de 300 grupos étnicos diferentes, por exemplo, cada um com sua própria cultura, língua e tradições culinárias. 

Logo, ela é o resultado da mistura e da adaptação dessas tradições, bem como da incorporação de ingredientes e técnicas de outras regiões e povos.

Essa gastronomia tem raízes em diferentes períodos históricos e contextos geográficos. Veja abaixo alguns dos fatores que moldaram a culinária nigeriana.

1. A agricultura

A Nigéria é um país agrícola, com uma grande variedade de culturas e produtos locais. 

Alguns dos principais alimentos básicos da culinária desse país são os cereais, como o milho, o sorgo e o arroz, por exemplo.

Os tubérculos, como a mandioca, o inhame e a batata-doce, as leguminosas, como o feijão, a soja e o amendoim, e as frutas e verduras, como o tomate, a banana, o abacaxi, o quiabo e a folha de juta também estão presentes com força nessa culinária.

Esses alimentos fornecem a base para muitos pratos nigerianos, como o fufu, o tuwo, o akara, o moin moin, o jollof rice e o egusi.

2. O comércio

Esse país teve uma longa história de comércio e intercâmbio com outras regiões e continentes. 

Ele foi parte de importantes rotas comerciais, como a rota transaariana, que ligava a África Ocidental ao norte da África e ao Oriente Médio, e a rota atlântica, que ligava a África Ocidental à Europa e às Américas. 

Essas rotas comerciais trouxeram novos ingredientes, especiarias e técnicas para a culinária nigeriana, como o óleo de palma, o açafrão, o gengibre, o coentro, o curry, o tomilho, o louro, o açúcar, o trigo e o leite. 

Esses ingredientes foram incorporados à culinária nigeriana, resultando na criação novos sabores e combinações, como o suya, o arroz de coco, o chin chin, o puff puff e o zobo. 

3. A colonização

Outro fator que influenciou a culinária da Nigéria foi a colonização. Ela foi colonizada por diferentes potências europeias, como Portugal, Espanha, França e Reino Unido, entre os séculos XV e XX. 

A colonização teve um impacto profundo na cultura, na política e na economia da Nigéria, e também na sua culinária. 

Esse feito introduziu novos alimentos, como a batata, o tomate, o milho, o pimentão, o amendoim e a mandioca, que foram trazidos da América pelos colonizadores. 

Além disso, a colonização também influenciou a forma de preparar e consumir os alimentos, como o uso de talheres, panelas e fogões. 

Alguns pratos nigerianos, como a pastilla, o cuscuz e a sopa de bissara, têm origem na culinária marroquina, que foi trazida pelos colonizadores espanhóis e franceses.

4. A independência

Esse país conquistou sua independência em 1960, após um longo período de luta contra o domínio colonial britânico. 

A independência marcou o início de uma nova era para a Nigéria, que teve que enfrentar diversos desafios, como a unidade nacional, o desenvolvimento econômico, a democracia e a estabilidade. 

Porém, a independência também trouxe novas oportunidades e possibilidades para a culinária nigeriana, que se tornou mais diversificada, criativa e globalizada. 

Logo, essa culinária passou a incorporar elementos de outras cozinhas africanas, asiáticas, europeias e americanas, como o frango tandoori, o macarrão, o hambúrguer e a pizza. 

Essa cozinha também passou a ser mais reconhecida e apreciada internacionalmente, como uma expressão da cultura e da identidade nigerianas.

A culinária nigeriana é, portanto, uma culinária que reflete a história, a geografia e a cultura de um país diverso e dinâmico. 

Ela celebra a variedade, a influência e a criatividade de seus povos, de fato.

Certamente, é uma gastronomia que convida a experimentar, a descobrir e a se deliciar com os sabores da África Ocidental.

Agora, chegou a hora de conhecer alguns pratos típicos da culinária da Nigéria.

Fufu

É um tipo de massa cozida feita com diferentes tipos de farinha, como a de mandioca, a de inhame, a de milho ou a de sorgo. 

Esse prato é consumido com diferentes tipos de molhos, chamados de soups, que podem ser feitos com carne, peixe, frutos do mar, legumes, verduras e temperos. 

Alguns exemplos de soups são o egusi, feito com sementes de melão moídas, o ogbono, feito com sementes de manga africana moídas, o ewedu, feito com folhas de juta, o okra, feito com quiabo, e o afang, feito com folhas de gnetum.

Jollof rice

Consiste em um prato de arroz cozido com tomate, cebola, pimenta, óleo de palma, sal e outros temperos, que pode ser acompanhado de carne, peixe, frutos do mar, ovos ou legumes. 

O jollof rice é um prato muito popular e festivo, que podemos encontrar em diferentes versões em toda a África Ocidental.

Akara

São bolinhos fritos feitos com feijão-fradinho moído, cebola, pimenta, sal e óleo.

O akara é um prato típico do café da manhã nigeriano, que podemos servir com pão, mingau, molho de tomate ou molho de pimenta.

Moin moin 

É um tipo de pudim cozido no vapor feito com feijão-fradinho moído, cebola, pimenta, óleo de palma, sal e outros ingredientes, como ovos, peixe, carne ou legumes. 

O moin moin é um prato nutritivo e saboroso, que você consumir como entrada, acompanhamento ou prato principal.

Além das alternativas citadas acima, fazem parte da culinária da Nigéria, pratos como, por exemplo:

Se você ficou curioso e quer experimentar um pouco da culinária nigeriana em casa, aqui estão algumas receitas fáceis e deliciosas que você pode fazer:

Jollof rice com frango

Para fazer esta receita, em primeiro lugar, você vai precisar de arroz, frango, tomate, cebola, alho, pimenta, óleo de palma, caldo de frango, sal, pimenta-do-reino, louro, tomilho, curry e salsa. 

O modo de preparo é simples: em uma panela, refogue o frango temperado com sal, pimenta-do-reino, louro, tomilho e curry no óleo de palma até dourar. Reserve. 

No liquidificador, bata o tomate, a cebola, o alho e a pimenta até formar um purê. Em outra panela, refogue o purê de tomate no óleo de palma até reduzir e engrossar. 

Em seguida, adicione o caldo de frango, o sal, a pimenta-do-reino, o louro, o tomilho e o curry e deixe ferver. 

Então, junte o arroz lavado e escorrido e cozinhe em fogo baixo até o arroz ficar macio e o líquido secar. Finalize com salsa picada e sirva com o frango.

Akara com molho de pimenta

Para fazer esta receita, você vai precisar de feijão-fradinho, cebola, pimenta, sal, óleo, tomate, alho, gengibre, coentro e limão. 

O modo de preparo é simples: deixe o feijão-fradinho de molho em água por algumas horas e depois retire a casca. 

No liquidificador, bata o feijão-fradinho com um pouco de água, cebola, pimenta e sal até formar uma pasta.

Enquanto isso, aqueça o óleo em uma frigideira, em seguida, frite colheradas da massa até ficarem douradas e crocantes. 

Escorra em papel toalha. Para fazer o molho de pimenta, bata no liquidificador o tomate, a cebola, o alho, o gengibre, a pimenta e o sal até formar um purê. 

Enfim, leve ao fogo e cozinhe até engrossar. Finalize com coentro picado e limão espremido. Sirva o akara com o molho de pimenta.

Então, gostou de conhecer um pouco mais sobre a culinária da Nigéria? Quais pratos já provou?

👉👉Veja também: Culinária do Marrocos: uma viagem de sabores!