O que é uma cerveja artesanal e qual a diferença para a normal?

Compartilhe essa receita

A cerveja artesanal está cada vez mais sendo consumida pelos brasileiros e está com uma presença garantida nas distribuidoras, bares e restaurantes, e quem aprecia uma boa cerveja.

Anúncios

De fato, a cerveja é uma das bebidas mais amadas no Brasil, por um longo tempo, poucas eram as marcas e derivações de sabor. Só que, não faz tanto tempo que isso vem mudando e temos a plena certeza, que esta é a nova realidade.

Mas e a cerveja artesanal é muito distante da comum? Então nessa matéria vamos mostrar como a cerveja artesanal é diferente da tradicional.

cerveja artesanal

Afinal, o que é uma cerveja artesanal?

As cervejas artesanais passam por um processo de produção distinto, acompanhadas de seu cervejeiro.

Aliás, essa denominação “cerveja artesanal” apareceu como forma de diferenciar das cervejas normais, devido a sua produção focar mais na qualidade e, não em quantidades, priorizando a sua produção.

As populares cervejas feitas industrialmente possuem um foco de produzir em quantidade, o que faz de seu processo se acelerar para que tenha uma maior escala de produtos.

Outro fator da produção da cerveja artesanal está nos ingredientes utilizados que são marcados pelo sabor que podem oferecer, o produtor de cerveja procura selecionar os melhores itens que atinjam a qualidade, o sabor e o aroma ideal.

A cerveja artesanal pelo mundo

Anúncios

A Europa e os Estados Unidos, as cervejas artesanais já são uma paixão nacional que não é de hoje, e assim ainda conquistam muitos apreciadores em suas diversas versões.

De acordo com a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (ABRACERVA), o Brasil em 10 anos saltou de 70 para 700 cervejarias, fora aquelas que não são registradas. Por exemplo, houve um aumento de 35%, em 2018 aproximadamente foram 185 novas cervejarias que abriram nesse mesmo ano.

Mesmo que esse aumento da comercialização da cerveja artesanal, muitas pessoas permanecem consumindo as cervejas industrializadas, estranhando ao experimentarem certos sabores da grande variedade das cervejas artesanais.

Só para ilustrar quando se saboreia uma cerveja artesanal do tipo IPA e se sente seu gosto amargo, muita gente não assimila seu paladar.

Porém quando elas pessoas passam a consumir e saborear a diversidade dos tipos de cervejas artesanais, aí se torna um caminho sem volta…

Você sempre vai querer ficar descobrindo os sabores e ir tomando as cervejas diferenciadas, que não imaginaria provar na vida, se tonando um genuíno apreciador quem sabe?

Cerveja artesanal: conheça a diversidade de tipos

Há uma centena de estilos de cervejas artesanais, que são como devem ser chamados os tipos, que se distribuem em 3 famílias de cervejas.

Famílias de cervejas

As famílias são a primeira forma de dividir as cervejas de modo geral, sendo elas:

  • Ales: cervejas com um teor de fermentação maior, possuindo inúmeros sabores e uma aromatização diversa.
  • Lagers: cervejas com um teor fermentação mais baixo, comumente tem uma leveza e clareza característicos.
  • Lambics: cervejas que fazem fermentação espontaneamente, seu sabores tem uma complexidade e são bem específicos.

Em a essa divisão das famílias, temos os estilos das cervejas artesanais que são muitos e se fossemos descrevê-los aqui, você dificilmente terminaria essa leitura. Por isso que vamos falar os principais.

Conheças os estilos de cervejas artesanais

As que mais se consumem mundo afora são a Pilsen (ou Pilsner), de tom mais claro e leve também.

A American Lager que é leve, neutra e oferece um sabor com refrescância, não tendo ingrediente predominante, são as amais conhecidas pelos brasileiro (Itaipava, Brahma, devassa, dentre outras).

Originalmente Inglesa, a Stout, é uma cerveja mais escurecida, aromatizada por grãos torrados, café e chocolate.

Bock, essa cerveja é mais encorpada e alcoólica, tendo o malte mais intensidade.

As cervejas com trigo Weiss (ou Weizen), possuem aroma mais frutado e uma refrescância.

Sendo uma das mais amargas, a IPA (ou India Pale Ale), tem sabor marcante de lúpulo e é bem alcoólica.

A Pale Ale com ligeiros aroma e gosto de lúpulo, conferindo um amago na medida certa.

A Tripel também é complexa, condimentada de forma suave.

Ao mesmo tempo, clarinhas e densas, a  Witbier, possuem sabores do coentro com a casca de laranja.

Helles, tem amargor menos expressivo, destacando-se pelo malte.

Dicas de como harmonizar com a cerveja artesanal

A harmonização que preza o equilíbrio com pratos com a cerveja artesanal, deve conceber um sabor por meio da junção, superando a apreciação individual de cada um.

Desse modo, você tem combinações mais adequadas, tentando compreender cada características desses alimentos, causando um resultado de sabores de um para o outro.

Assim como, a comida com a cerveja precisam se alinhar na sua boca, devendo oferecer intensidades mais próximas.

Maneiras de harmonizar

Por Equilíbrio

O equilíbrio pede uma harmonização de “força” por “força”, assim temos a leveza das cervejas com pratos suavizados ou cervejas fortes que acompanham pratos intensos.

Por isso perceba em sua cerveja: o nível de álcool, teor do malte, amargor, doçura, tosta, corpo e a acidez.

Enquanto ao alimento: sua gordura, o dulçor, a condimentação, tempero e a cocção (se assou, fritou ou grelhou).

Por exemplo, combine o peixe branco com as cervejas dos Pilsen, Kölsch ou Witbier e um Joelho de porco com cervejas dos estilos Bock ou Weizenbock.

Por proximidade

Nesses tipos de harmonizações se combinam pela semelhança do aroma e sabor.

Por exemplo, combine o frango assado junto da cerveja de estilo Vienna e Lager, por ter notas leves de caramelo nos dois. O Petit Gateau use cerveja estilo Stout, juntos as notas de cacau e chocolates são acentuadas.

Por Contraste

Nesse método de harmonização é considerado componentes que se contrastam, mas não há aqui a sobreposição de sabores nem dos alimentos nem das cervejas, havendo o equilíbrio.

Sobretudo a gordura, o álcool, a carbonatação, a doçura e acidez também, são elementos que devem compor a cerveja como do alimento que podem combinados de maneira que tenham mais previsibilidade, mas isso também não é nenhuma obrigatoriedade.

Isto é, os alimentos com gorduras podem trazer o contraste pelo seu amargor, o nível de álcool  bem maior, a acidez e o processo de carbonatação.

Aliás, o doce nas sobremesas pode fazer o contraste através da acidez ou no amargor.

Essas foram todas nossas dicas e informações sobre a cerveja artesanal, agora tenha moderação e harmonia!

Entre para nossa lista VIP
receba atualizações e dicas diárias
Veja mais!
Quer aprender a cozinhar como um profissional?
vamos enviar notificações por email
cozinheiro